Tenório de Albuquerque: um brasileiro no Terceiro Reich (1936-1937)

Marcelo Alves de Paula Lima

Resumen


Este artigo analisa as ideias de Arcy Tenório de Albuquerque, ideólogo e militante da Ação Integralista Brasileira, agremiação de inspiração fascista fundada em 1932. Usamos como fontes dois livros escritos pelo autor: um de 1936 e outro de 1937. Tais livros, permeados pelo antissemitismo e pelo nacionalismo, trazem as impressões de viagem de Tenório à Alemanha nazista em 1936, bem como suas opiniões sobre Hitler, o nazismo e os judeus. O autor afirma que foi sua experiência na Alemanha que o incentivou a filiar-se ao movimento integralista quando retornou ao Brasil. Tenório via o Terceiro Reich como um símbolo de paz, progresso e prosperidade, defendendo ainda que o Brasil precisava de algo semelhante ao nazismo.

Palabras clave


Arcy Tenório de Albuquerque; Integralismo; Antissemitismo; Nacional-socialismo; Fascismo

Texto completo:

PDF (Português (Portugal))


DOI: http://dx.doi.org/10.18441/ibam.19.2019.71.221-243

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


IBEROAMERICANA. América Latina - España - Portugal

ISSN (print): 1577-3388
ISSN (online): 2255-520X
DOI: 10.18441/ibam

URL: http://journals.iai.spk-berlin.de/index.php/iberoamericana/index

Contacto: iberoamericana@iai.spk-berlin.de

Esta obra está bajo la licencia de Creative Commons Reconocimiento-NoComercial-SinObraDerivada 3.0 Alemania.

© 2014 | IAI SPK
Ibero-Amerikanisches Institut PK