Makunaíma(s): Poética da metamorfose

Palabras clave: Makunaíma, Mitologia, Literatura, Cinema

Resumen

Este artigo analisa a trajetória de Makunaíma, mito recolhido originariamente pelo etnólogo alemão Theodor Koch-Grünberg, entre os povos Taurepang, na região de tríplice fronteira entre Brasil, Venezuela e Guiana Inglesa. Utilizamos uma interface entre a antropologia, a teoria literária e a semiótica das imagens para refletir acerca das formas como esse “herói cultural” ameríndio foi adaptado para a literatura modernista de Mário de Andrade, e para a estética cinematográfica de Joaquim Pedro de Andrade. Esse conjunto de variantes mitológicas é analisado por meio de suas principais características remanescentes e seus afastamentos diferenciais. A pretensão deste estudo é, finalmente, apreender os elementos reincidentes que configuram uma poética Makunaímica nessas narrativas.
Publicado
2020-11-24
Sección
Artículos y ensayos