Uma memória complacente? Mudanças toponímicas nas ruas de Lisboa durante o Período Revolucionário

Palabras clave: Toponímia, Estudos da Memória, Lisboa, Portugal

Resumen

Este ensaio analisa as mudanças operadas nos nomes das ruas de Lisboa durante o período revolucionário em Portugal, de abril de 1974 a novembro de 1975. Essas mudanças são enquadradas no contexto dos estudos da memória, com o objetivo de compreender a imagem da cidade que a Comissão Municipal de Toponímia pretendia projetar. A primeira seção apresenta uma visão geral das mudanças nos nomes das ruas em Lisboa durante o conturbado século XX em Portugal; a seção dois estabelece o referencial teórico que orienta a análise. A secção central deste artigo centra-se no trabalho da Câmara Municipal de Lisboa no que diz respeito à alteração do nome das ruas no primeiro ano após a Revolução do 25 de Abril. Como demonstrarei, a Comissão de Toponímia não foi de forma alguma complacente com a ditadura. Porém, longe de apoiar a trajetória revolucionária do PREC, seus membros estavam empenhados em manter o equilíbrio e evitar lutas ideológicas, estabelecendo uma base estável para uma política de memória democrática e consensual.

Publicado
2022-03-22
Sección
Dossier