Mínimos, múltiplos, comuns – a ordem do mundo segundo João Gilberto Noll

Marcel Vejmelka

Resumen


No contexto latino-americano, o Brasil aparece à parte das cartografias bem delineadas e cada vez mais diferenciadas da produção e teorização da micronarrativa, que na área hispano-americana se constitui particularmente por meio do microrrelato. Entre eles, nomes conhecidos como Millôr Fernandes, Moacyr Scliar, Modesto Carone, Sérgio Santana, e alguns já experientes no gênero, como Fernando Bonassi, Dalton Trevisan e também o autor tematizado no presente estudo: João Gilberto Noll. Apesar de suas dimensões impressionantes, essa antologia ainda é um projeto individual, que conseguiu dar visibilidade e um acento concreto – no e para além do Brasil – a esse gênero de presença ainda esporádica.

Palabras clave


João Gilberto Noll; Microrrelato; Literatura Brasileira; Século XX

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.18441/ibam.9.2009.36.127-142

Enlaces refback

  • No hay ningún enlace refback.


IBEROAMERICANA. América Latina - España - Portugal

ISSN (print): 1577-3388
ISSN (online): 2255-520X
DOI: 10.18441/ibam

URL: http://journals.iai.spk-berlin.de/index.php/iberoamericana/index

Contacto: iberoamericana@iai.spk-berlin.de

 

Licencia Creative Commons

Esta obra está bajo la licencia de Creative Commons Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International.

 

© 2014 | IAI SPK
Ibero-Amerikanisches Institut PK